."Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas apenas existe".Oscar Wilde .
Sábado, 6 de Janeiro de 2007
Marinheiro & Motociclista

Da minha querida amiga Melanie, amiga de além mar, publico de sua autoria uma inspiração,  que todos os motociclistas portugueses seguramente gostam e têm que conhecer.

Portugal não foi um paÍs de navegadores, que navegaram por mares nunca antes navegados ?

Portugal não deu novos mundos ao mundo ?

Muita coisa poderia ser dita.

Gosto do termo de comparação.

Obrigado minha querida Amiga Melanie, em nome dos motociclistas Portugueses.

 

MARINHEIRO & MOTOCICLISTA


Em que difere um marinheiro de um motociclista?

Em nada!

Amamos o vento e o espaço que nos faz plenos.

Amamos o risco e a energia de sentirmos a natureza próxima de nós.

Amamos o sal, o sol, as estrelas companheiras e os povos que conhecemos.

Amamos a dor, o cansaço, as cãibras e tudo o que nos faz sentir que estamos vivos.

Amamos nosso barco, nossa moto, nossos pés que estão sempre a nos levar a algum lugar.

Amamos ir e vir, içar velas, tocar o acelerador e acelerar.

Amamos ouvir o vento bater nas velas ou senti-lo no nosso corpo.

Amamos em cima de uma moto o que um marinheiro ama seu mar.

Melanie

http://www.aalmaindecente.blogspot.com/


Hoje ouvi essa música de Linhares Barbosa & Arthur Ribeiro e foi ela que me inspirou a escrever o texto acima.


MARUJO PORTUGUÊS
Linhares Barbosa & Arthur Ribeiro

"Quando ele passa, o marujo portugues
Nao anda, passa a bailar, como ao sabor das marés
E quando se jinga, põe tal jeito, faz tal proa
Só para que se nao distinga
Se é corpo humano ou canoa
Chega a Lisboa, salta do barco num salto
Vai parar à Madragoa ou entao ao Bairro Alto
Entra em Alfama e faz de Alfama o convés
Ha sempre um Vasco da Gama num marujo portugués

Quando ele passa com seu alcache vistoso
Traz sempre pedras de sal no olhar malicioso
Põe com malicia a sua boina maruja
Mas se inventa uma caricia, nao ha mulher que lhe fuja
Uma madeixa de cabelo descomposta
Pode até ser a fateixa de que uma varina gosta
Sempre que passa um marujo portugues
Passa o mar numa ameaca de carinhosas marés

Sempre que passa um marujo portugues
Passa o mar numa ameaca de carinhosas marés"

publicado por AntonioCasteleiro às 11:04
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Este blog é um espaço de análise e opinião. Da minha análise sobre factos e coisas do dia a dia, e da opinião que à cerca delas vou construindo. Sobre o que escrevo, muitos dos que me lerem Estarão de acordo e muitos outros discordarão. Não há mal nenhum nisso. Assim uns e outros saibam Respeitar uma opinião contraria.Antonio Casteleiro

.Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
.ultimos 10 posts

. Mundança de endereço WEB

. Finalistas blogs.sapo.pt ...

. Tenhamos paciência...

. Para reflectir / Somos to...

. Lágrimas ... lágrimas ......

. Felicidade ...

. O que nos motiva a ser so...

. Alfabeto do amigo ...

. 1º de Maio - Dia do Traba...

. A pena !

.arquivos
.tags

. concentrações / convivios(9)

. convivios / concentrações(3)

. curiosidades / humor(2)

. curiosidades / humor etc(1)

. e esta!?...hem !!(1)

. historias de motociclistas(1)

. meditação(1)

. opinião(41)

. os anjos(8)

. pensamentos / reflexões(31)

. pensamentos / reflexões / poemas(12)

. politica(7)

. recordações(1)

. reparo(2)

. sim...??!! ou não...??!!(3)

. tome nota(9)

. viagens(2)

. viagens de moto(18)

. todas as tags

.links