."Viver é a coisa mais rara do mundo, a maioria das pessoas apenas existe".Oscar Wilde .
Sábado, 24 de Fevereiro de 2007
Espirito "on the road"

Houve um tempo onde elmos e armaduras cintilavam ao sol poente, em lutas de honra e riqueza, onde entre cavaleiro e cavalo, corria o mesmo sangue - e era o sangue da liberdade!!

Houve um tempo onde a espada e a coragem eram apostas pelo mesmo cavaleiro, de cuja coragem dependia também sua montaria - e era a coragem da liberdade!!!

Houve um tempo!!!...

Mas o tempo inexorável e suas brumas que a tudo apagam, não conseguiram exterminar esta extirpe, esta de Arthur e de Lancelotti, esta que, acima de qualquer recompensa, sempre soube derramar seu sangue - e era o sangue da LIBERDADE !!!

E nós motociclistas, cavaleiros modernos da távola de nossas famílias, herdeiros directos deste legado de busca infinita pela LIBERDADE, conservamos em nossa mentes e em nossas veias a LIBERDADE como essência de nossas vidas.

A liberdade como única forma de impregnar nossos pulmões com o ar contagiante da velocidade e nossos poros com o frescor absoluto da incrível presença da vida em nosso corpo - e é uma vida LIBERTA.

Se não temos mais a companhia cúmplice de corcéis e o amor impossível da "doce Dulcinéia", temos mais, temos a mais perfeita transmutação da liberdade jamais produzida, temos a mais conceitual presença da LIBERDADE em forma de máquina - temos o MOTOCICLO, não só nossa montaria de aço, mas nossa amante inseparável, a extensão de nossa mente, aquela que como ninguém entende nossa necessidade insaciável por LIBERDADE.

Quando nossa mão direita roda no acelerador e acorda de seu sono encantado nossa amante, quando o líquido precioso do combustível, abastece suas entranhas, quando a explosão compassada de seus pistões ecoam como trovões em dias de tempestade, quando toda o seu poder é transferido para sua roda e seu giro alucinante nos abastece de prazer e gozo, quando os quilômetros nada mais são do que dígitos que se multiplicam vertiginosamente escapando-nos da percepção, deixamos de ser homens, para sermos DEUSES, os verdadeiros DEUSES DA VELOCIDADE e da LIBERDADE.

tags:
publicado por AntonioCasteleiro às 00:01
link do post | comentar | favorito

Este blog é um espaço de análise e opinião. Da minha análise sobre factos e coisas do dia a dia, e da opinião que à cerca delas vou construindo. Sobre o que escrevo, muitos dos que me lerem Estarão de acordo e muitos outros discordarão. Não há mal nenhum nisso. Assim uns e outros saibam Respeitar uma opinião contraria.Antonio Casteleiro

Os Anjos

( filosofia motociclista)

- Esta irmandade tem um código de honra silencioso, quase secreto, que nunca precisou ser escrito, mas quem faz parte dela já nasce sabendo. Este código reza não deixar um irmão na estrada, não conhece o valor do dinheiro e ensina que todo motociclista merece respeito independente da marca ou cilindradada de sua mota. -

( antonio casteleiro )

www.osanjos.net

 

.Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
.ultimos 10 posts

. Mundança de endereço WEB

. Finalistas blogs.sapo.pt ...

. Tenhamos paciência...

. Para reflectir / Somos to...

. Lágrimas ... lágrimas ......

. Felicidade ...

. O que nos motiva a ser so...

. Alfabeto do amigo ...

. 1º de Maio - Dia do Traba...

. A pena !

.arquivos
.tags

. concentrações / convivios(9)

. convivios / concentrações(3)

. curiosidades / humor(2)

. curiosidades / humor etc(1)

. e esta!?...hem !!(1)

. historias de motociclistas(1)

. meditação(1)

. opinião(41)

. os anjos(8)

. pensamentos / reflexões(31)

. pensamentos / reflexões / poemas(12)

. politica(7)

. recordações(1)

. reparo(2)

. sim...??!! ou não...??!!(3)

. tome nota(9)

. viagens(2)

. viagens de moto(18)

. todas as tags

.links